Esmaltes: de onde vêm os nomes?!?!?!

Imagem da internet


          “Santo Luxo”, “Estava escrito”, “Salto alto”, “#beijomeliga”...

          Com certeza você já reparou que de uns anos pra cá, os esmaltes estão com nomes cada vez mais diferentes, né!? Mas de onde saem esses nomes, e qual a finalidade deles?
          Depois de muuuuita pesquisa (moda, tendências, comportamento, público alvo etc etc etc), os marketeiros das marcas se reúnem e criam esses nomes tão estranhos e sugestivos, com a finalidade de criar algum tipo de identificação com o público e fazer o produto vender muito!
          Além das pesquisas "normais", citadas acima, as empresas também buscam conhecer os desejos e os sentimentos da mulherada, na hora de escolher os nomes e as cores dos esmaltes. Como assim?! Há algum tempo, a Impala lançou a coleção "Trem da vida", com cores como "Deitar na Rede" e "Caixa de Música", depois de verificar que as mulheres queria ter mais tempo e poder fazer tudo com mais calma em suas vidas.
          Para criar os nomes das coleções e dos esmaltes, os marketeiros procuram palavras ou expressões curtas, em português, ou com palavras populares em inglês. Podem ou não ter ligação com as cores dos esmaltes, mas devem gerar identificação por parte do público alvo.
          Nomes engraçados e estranhos ajudam na memorização da sua cor preferida (mais fácil do que Azul 321)  e também fidelizam a clientela. Quando você pede "Hippie Chic"  (Colorama) ou "Azulcrination" (Risqué), não está pedindo somente aquela determinada cor... está também pedindo que seja daquela marca X que produziu a cor desejada.



Mostrando 1 Comentario

Larissa Oliveira Antonucci24/8/12

Que legal Gi! Já reparei nesses nomes de esmaltes e eles são bem sugestivos. Às vezes escolho a cor só por causa do nome, hehe. Também os nomes dos esmaltes me lembram os nomes das tintas que uso nas paredes...é cada um mais criativo que o outro!
Bjos!!

Reply ♥